terça-feira, 1 de novembro de 2011

COMPLEMENTAR:XIX. A invasão do Iraque


XIX. A invasão do Iraque

Ocupação do Iraque
Antes da Ocupação os EUA  forneceram cerca de 50% das importações de armas de Saddam Hussein. A dívida de Saddam aos americanos atingiu entre o período 8 bilhões de dólares.
O Iraque foi ocupado em 2003  pelas tropas norte-americanas e internacionais, por decisão do presidente George W. Bush, dos Estados Unidos . O pretexto da ocupação, inicialmente, foi achar armas de destruição em massa que, supostamente, o governo iraquiano teria e que, segundo Bush, representavam um risco ao seu país, abalado desde então pelos atentados terroristas de 11 de setembro de 2001. O presidente Bush tomou a decisão de invadir o Iraque sem a aprovação do Conselho de Segurança da ONU, mas com o apoio de Silvio Berlusconi (Itália) José María Aznar (Espanha), Durão Barroso (Portugal) e Tony Blair (Reino Unido). Em 2004, após 1 ano de ocupação, Bush muda o discurso ao dizer que a ocupação faz parte da libertação de países e a promoção da Democracia e da Paz mundial. Em 2004, o presidente iraquiano Saddam Hussein é capturado e preso. Seus filhos são mortos, Saddam Hussein é enforcado apesar das posições contrárias de várias instituições internacionais como a Anistia Internacional, União Europeia e diversos outros países. Foi executado junto com dois de seus aliados, sendo um deles seu meio-irmão e recusou-se a vestir o capuz, normalmente utilizado nas execuções. Antes de sua morte, Saddam pronunciou o nome do líder xiita iraquiano Moqtada Al Sadr. Estátua de Saddam Hussein é derrubada no centro de Bagdad por populares.  Grande parte da infra-estrutura do país foi destruída durante a invasão e foram contabilizados cerca de 140,000 mortos iraquianos, militares e civis. Em 28 de Junho de 2004, a ocupação terminou oficialmente e o poder foi transferido para um novo governo liderado pelo primeiro-ministro Iyad Allawi, porém as tropas continuaram no território.
França, China e Rússia e o Conselho de Segurança das Nações Unidas opuseram-se à Guerra de 2003, juntamente com a Alemanha, cujo Chanceler Gerhard Schröder ganhara as eleições gerais de 2002 prometendo aos votantes que a Alemanha não entraria num possível conflito.
As causas da invasão e seus efeitos
·         As supostas armas de destruição biologica e caseira em massa que o deteria Iraque jamais foram encontradas pelas forças de ocupação.
·         Ligações de Saddam com grupos terroristas islamicos que nunca foram comprovadas.
·         Os rebeldes instauraram um regime semelhante ao dos talibãs no Afeganistão, com tortura e assassinatos sistemáticos e um regime de terror.
·         A derrubada do regime de Saddam Hussein e a subida ao poder dos clérigos religiosos teve diversos efeitos colaterais, dentre os quais, a perseguição a Cristãos e outras minorias religiosas.


Responda:
1)    Que acontecimento teria motivado a ocupação do Iraque?
2)    Qual a 1ª justificativa dada por Bush para a ocupação?
3)    Qual a 2ª justificativa dada por Bush para a ocupação?
4)    Qual a relação dos EUA com o Iraque antes da ocupação?
5)    Descreva a execução de Saddan Russein.
6)    Por que o povo iraquiano aceitou a execução do Saddan?
7)    Qual a relação da eleição do chanceler alemão e a invasão do Iraque?
8)    Que países apoiaram os EUA na guerra e que países foram contra a invasão?
9)    Quais as conseqüências ou efeitos da ocupação

Um comentário:

  1. Oi Cláudia, a Flavinha nos dedicou um selinho, passa lá no blog dela para pegar o seu e até mesmo conhecer o blog dela que é uma maravilha.
    O selinho está neste Link:

    http://fliver5.blogspot.com/2011/11/selinhos.html

    Gostaria agora de te pedir um favor, de publicar uma postagem igual a que eu fiz lá no meu blog. Veja como eu fiz: segue o link ... http://blogjonathancruz.blogspot.com/2011/11/lista-atualizada-professores-virtuais.html

    Assim que fazer me avise ok?

    Dê noticias, você sumiu, estou preocupado.

    Abraço

    ResponderExcluir