segunda-feira, 8 de julho de 2013

Atividades de sociologia 2013/07

Aula Consciência Negra

descendentes para a história . ( Maiko Rafael Spiess)
Ao final da discussão, para ampliar a compreensão da turma sobre as razões históricas do Dia da Consciência Negra, apresente o vídeo "Zumbi dos Palmares" produzido pela TV Câmara. Com subsídio do vídeo - que traz uma biografia de Zumbi -, você pode provocar a classe a fornecer respostas ainda mais completas sobre a importância de Zumbi como símbolo da consciência negra.

2º etapaInforme à turma que, para aprofundar o assunto e fazer uma conexão do passado com os dias de hoje, você propõe a organização de um painel sobre o tema. Organize os alunos em grupos e peça que façam uma pesquisa sobre um dos tópicos abaixo. A sugestão é que pesquisem na biblioteca da escola, em revistas e livros que você trouxer ou na internet.

1. Aspectos econômicos e sociais da escravidão no Brasil;
2. O  movimento abolicionista;
3. Importância da cultura negra no Brasil atual;
4. Personalidades negras ou mestiças na História do Brasil;
5. Populações descendentes dos quilombos (quilombolas)


Conforme a realidade da sua comunidade, proponha outros temas que julgue interessantes ou adequados. Apenas lembre-se que o objetivo principal é entender tanto as dificuldades históricas impostas pelo período escravagista no Brasil, quanto as contribuições dos povos afrodescendentes para a riqueza cultural do país.

3º etapa 
Finalizada a pesquisa, peça que os adolescentes exponham o que encontraram - vale indagar quais elementos mais chamaram a atenção durante a investigação. Registre no quadro as informações mais relevantes, de modo a compor uma síntese. Aproveite que os estudantes estão familiarizados com o assunto para introduzir a análise das consequências da escravidão (e da resistência a ela) no nosso presente. Inicie debatendo as dificuldades impostas aos negros no Brasil. Algumas perguntas possíveis:
- Negros e brancos têm as mesmas oportunidades de educação e trabalho?
- Em geral, negros são mais atingidos por mazelas sociais como pobreza e violência?
- Qual é a relação entre os povos negros e mestiços e o restante da sociedade brasileira?
- Existe racismo no Brasil? É possível apontar situações em que ele ocorre?
- Há relações entre a escravidão e as desigualdades de hoje? Quais? 


Em seguida, encaminhe a discussão para situações que apontam transformações nesse panorama, como a visibilidade do ministro Joaquim Barbosa, o primeiro negro a se tornar presidente do Supremo Tribunal Federal brasileiro, e a recente aprovação das cotas raciais para o ingresso nas universidades públicas - medida defendida pelo movimento negro como uma forma de reparar o desequilíbrio social e histórico em relação ao acesso às oportunidades educacionais no Brasil. Pergunte à turma como essas mudanças se tornaram possíveis. Para se aprofundar na questão, você pode consultar o plano de aula Para entender as cotas nas universidades e o artigo da seção Educação em Debate, Cotas em universidades: um tema polêmico. Ressalte que a importância das lutas dos movimentos sociais para tornar efetiva a adoção desse tipo de medida. 
Para complementar a conversa, leia com os estudantes o texto abaixo:
Condições atuais do negro no Brasil
De acordo com o IBGE, no ano de 2010"o Brasil contava com uma população de quase 191 milhões de habitantes, dos quais cerca de 15 milhões se declararam como pretos (7,6% do total) e 82 milhões como pardos (43,1% do total)". Somadas, essas duas parcelas da população representam aproximadamente metade do total dos brasileiros. Ou seja, não é exagero afirmar que metade dos habitantes do Brasil são, em alguma medida, descendentes de etnias africanas e possivelmente de antigos escravos.

No entanto, a necessidade atual de cotas raciais e outras ações afirmativas pode indicar que os melhores empregos, cargos públicos e oportunidades de formação ainda não são distribuídas de forma proporcional entre a população branca e negra. Por exemplo, ainda de acordo com dados do Censo 2010, os brancos dominam o mercado de trabalho qualificado e o acesso ao ensino superior: aproximadamente 31% da população branca frequentava a universidade; para pardos e negros, os percentuais são de apenas 13,4% e 12,8%, respectivamente.

De certa forma, ainda que a escravidão já tenha sido abolida há muito tempo, seus reflexos ainda podem ser percebidos pelas diferenças sociais significativas em um país absolutamente miscigenado. (Maiko Rafael Spiess)

Interpretação de texto: Mundo em redes

Atividades Cultura e Natureza


Atividades massificação


Atividades Direitos sociais e cidadania


Avaliação diagnostica de Geografia



Mapa da America

Texto Populações tradicionais

Monte uma cruzadinha. Faça as questões e responda na cruzadinha. 
Palavra chave:  POPULAÇÕES TRADICIONAIS.

Questões Estrutura fundiária e outras


Prova de Geografia

e
Mariana

Resumo... Principais ações dos presidentes da Ditadura Militar, Getúlio Vargas e Três Jotas


Atividades- legislação no mundo