sábado, 19 de novembro de 2011

TÓPICO 17. INDÚSTRIA E MEIO AMBIENTE 3


       AS INDÚSTRIAS NA GESTÃO HÍDRICA
    O crescimento populacional aliado ao mau gerenciamento político na área social aumentou o déficit  habitacional, o desemprego e a pobreza, com reflexos diretos nos problemas ambientais. O crescimento populacional causa enormes pressões sobre o ambiente natural, cultural, artificial e do trabalho com prejuízos à toda população, refletindo também diretamente na gestão dos espaços urbanos e rurais. A questão ambiental tornou-se importante, principalmente após a Conferência sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento (CNUMAD)a Rio-92, não podendo mais estar de fora da gestão pública, principalmente “a questão das águas”, pela sua importância vital. Em termos hídricos, a gestão pública tem-se concentrado na força dos municípios, depois da União e do Estado. O art. 23 da Constituição Federal coloca a proteção de bens de valor histórico, artístico e cultural, monumentos, as paisagens notáveis e os sítios arqueológicos, a proteção do meio ambiente e o combate à poluição em qualquer de suas formas e ainda a preservação das florestas, fauna e da flora, entre as matérias de competência comum da União, Estados e Municípios. Dessa forma, os Municípios têm o dever de proteger o meio ambiente, devendo incluir em sua administração a gestão ambiental, pois hoje em dia não se pode mais dissociar a exploração dos recursos naturais do planejamento urbano e industrial. Porém, os problemas de poluição ultrapassaram as fronteiras municipais, estaduais e muitas vezes nacionais, atingindo locais distantes da fonte poluidora, o que torna inoperante a tentativa de diminuí-la sem a participação das regiões atingidas. Este aumento da poluição atinge proporções enormes o que dificulta o poder público resolver sozinho, de forma que se tornou necessária a criação de parceira entre o poder público, privado e as indústrias, na tentativa de solucionar o problema, fazendo um acordo de cooperação técnica, material e financeira entre eles com objetivos comuns, principalmente no que se refere a poluição dos rios intermunicipais nas bacias ou regiões hidrográficas.A legislação prevê nestes Comitês a participação dos Municípios envolvidos nos problemas de poluição dos rios da bacia,  bem como a sociedade civil por intermédio das Organizações Não Governamentais- ONGs, e os usuários da água através de entidades associativas, o que permite a participação das indústrias. Neste sentido a Lei da Águas (Lei federal 9.433/97), que instituiu a Política Nacional de Recursos Hídricos, prevê na gestão dos recursos hídricos a descentralização com a participação do poder público, da coletividade e dos usuários, o que inclui aí as indústrias, que como é sabido são na sua maioria grandes usuárias deste produto. A Agência Nacional de Águas ANA compete formular a Política Nacional dos Recursos Hídricos, com participação da sociedade.

       Leia o texto acima e responda:
1)De acordo com o texto quais são os principais causadores do aumento de desemprego, da falta de moradia e da pobreza?
2)Depois de que acontecimento as questões ambientais passaram a ser assunto de gestão pública?
3) Quem é responsável pela gestão e proteção dos recursos hídricos?
4) O que diz o artigo 23 da Constituição Federal?
5) O que significa a sigla CNUMAD?        
6) Coloque V ou F
(   ) A CNUMAD é chamada popularmente de Rio 92.
(   ) Os municípios têm o dever de proteger o meio ambiente, devendo incluir em sua administração a gestão ambiental, pois  não se pode mais dissociar a exploração dos recursos naturais do planejamento urbano e industrial
(   ) Os problemas de poluição ultrapassaram as fronteiras municipais, estaduais e muitas vezes nacionais, atingindo locais distantes da fonte poluidora
(   ) As indústrias não participam de associações de proteção das águas porque é a maior poluidora dos recursos hídricos
(   ) A Agência Nacional de Águas ANA deve formular uma Política de proteção dos Recursos Hídricos, com participação da sociedade


 A exigência ambiental têm propiciado o surgimento a nível planetário do “ecobusiness”, ou seja, de negócios e produtos ecologicamente corretos, principalmente nos países ricos, de sorte que  se as indústrias nacionais não se adaptarem a estas novas exigências do mercado começarão a perder espaço na comercialização.

1) O que é “ecobusiness”?
2) O que pode acontecer com as empresas que não se adequarem as exigências ambientais atuais?
3)Quanto ao “ecobusiness”, pode se inferir que:                                                                                                       
 (   )As empresas devem ter também programas de conscientização dos seus funcionários para que desenvolvam o trabalho de proteção ambiental.                                                                                                                                                           
(    )As empresas devem trabalhar com programas de reciclagem e reaproveitamento de resíduos.                      
    (   )As empresas devem destinar parte do seu lucro para investir em aparelhos que tornem a poluição     menos nociva ao meio ambiente.
 
O aparecimento da economia mundial globalizada e suas conseqüências trouxe às empresas oportunidades de expansão e aquelas que conseguem perceber esta nova tendência mundial, poderão criar mercados cada vez maiores, graças as novas tecnologias da comunicação e seus produtos poderão alcançar consumidores de outros países com menos esforço.   Para isso os empresários e as empresas devem desenvolver uma nova filosofia e adequar suas  indústrias e seus produtos a um fator cada vez mais importante na comercialização:             4) Que fator é esse?     
                                                                                                                                    
(a)o fator ambiental. Por que  as pessoas estão mais exigentes, quanto a qualidade dos produtos que adquire. Cresce o número de consumidores que exigem regras ambientais corretas na produção e nos serviços.                                                                                                                                                                           (b)o fator social .Porque as empresas hoje tem que investir numa melhor qualidade de vida de seus funcionários e de toda a sociedade.                                                                                                                                
(c)o fator das comunicações. Porque hoje as empresas têm que investir muito em propaganda ,já que os produtos mais consumidos são os que mais aparecem na televisão.

CONTABILIDADE AMBIENTAL – Com a conscientização ambiental  após a Conferência sobre Desenvolvimento e Meio Ambiente, a Rio-92, a temática ambiental passou a se integrar em quase todas as áreas do conhecimento humano e a Agenda 21 trás tentativas de melhoria de vida com práticas e ações que vem modificando  o comportamento das pessoas. O mercado passou a exigir das indústrias uma adaptação aos novos modelos ambientais, fazendo com que produzam “produtos limpos”, e cumpram as normas da ISO 14000, que visam maior excelência ambiental dos produtos. Esta conscientização aumentou as ações de proteção ao ambiente e conseqüentemente as ações judiciais ambientais, nas quais as indústrias são responsabilizadas por danos ao meio ambiente e condenadas a pagar indenizações, multas ou ter obras embargadas, o que pode ser considerado como fatores de depreciação patrimonial. Em vista disto e das implicações econômicas que as questões ambientais têm gerado, muitas empresas  vêm contabilizando estes fatores nos seus balanços contábeis, o que é oportuno, principalmente pela excelência ambiental que as empresas vêm buscando na corrida gerada pela concorrência mercadológica,  tanto que o Instituto Brasileiro de Contadores (IBRACON) estabeleceu a Norma de Procedimento de Auditoria conhecida por NPA 11- Balanço e Ecologia que apresenta um roteiro a ser observado pelos Contadores  nos casos de implicações com o Meio Ambiente

1)A conscientização ambiental teve extensão mundial depois de qual acordo de proteção ambiental?
 (a)protocolo de Kyoto                                       
 (b)Rio-92                                              
(C)Eco- 21                                                

2)O maior objetivo do ISO 14000 é:     
(a) Maior excelência ambiental dos produtos  
(b)Maior desenvolvimento tecnológico dos produtos.
(c)Maior conscientização ambiental da  população.        3) De acordo com o texto a Agenda 21

(a) Age apenas no que se refere ao meio ambiente
(b) Age em questões de melhoria na qualidade de vida das pessoas.
         (c ) É responsável pela fiscalização das empresas, no que se refere a proteção do meio ambiente.
            
 4) O contexto  acima o que quer dizer produto limpo?
 5) O que acontece se uma empresa for condenada por depreciação Patrimonial?
 6)  O que representa a Norma de Procedimento e Auditoria- Balanço e Ecologia, criada pelos  contadores  brasileiros?

Nenhum comentário:

Postar um comentário