terça-feira, 9 de outubro de 2012

Prova de História 2

E.E.”CASIMIRO SILVA”
AVALIAÇÂO DE  HISTÓRIA -  2 bim/ 2012       DATA:__/__/__
ALUNO (A):________________Nº___               SÉRIE: 1º ano
 PROFESSOR: ____________                           VALOR: _____                                                                         NOTA:   _______                               

Leia o trecho abaixo e responda a questão
 Pelas suas andanças nos sertões, os paulistas descobriram, por volta de 1695, metais preciosos em abundância na região do rio das Velhas, em  terras dos atuais  municípios mineiros de Sabará e Caeté. Em 1696, a descoberta de novas jazidas deu inicio à ocupação do vale do Ouro Preto. Os anos seguintes viram ser abertos caminhos auríferos em Mato Grosso e Goiás e, ao lado do ouro, a descoberta de diamantes no norte de Minas, na região do Serro Frio. MOTA, Myriam B. e BRAICK, Patrícia R. História  das cavernas ao Terceiro Milênio.São Paulo,Ática, 1996. p.228. 
QUESTÃO 01 (Descritor: analisar a postura de Portugal diante da região mineradora)
Assinale a alternativa que define a política tributária da Coroa Portuguesa nas áreas mineradoras.

a)  A Coroa buscava controlar totalmente a extração do ouro através do dízimo, imposto cobrado pela Câmara Municipal.
b)  A cobrança de impostos sobre as áreas mineradoras não era rigorosa o que contribuiu para o contrabando.
c)  A cobrança de impostos era feita diretamente pelos nobres portugueses, que vinham á colônia para fazer o serviço.
d)  A Coroa cobrava diversos impostos sobre as áreas mineradoras, o mais importante deles era o Quinto.

 QUESTÃO 02 (Descritor: analisar as características do tráfico negreiro brasileiro)
Durante mais de três séculos, o tráfico negreiro trouxe para o Brasil mais de três milhões de escravos.
            A respeito  do tráfico negreiro leia as afirmativas abaixo, coloque (V) para as afirmativas verdadeiras e (F) para as falsas e assinale a alternativa correta.
 (    ) Muitas famílias brasileiras, residentes na África, capturavam os negros para vende-los aos portugueses.
(    ) Os negros eram transportados da África para o Brasil em navios negreiros.
(    ) Os escravos africanos eram trocados por tabaco e aguardente procedentes da América Portuguesa.
(    ) Como mercadorias, os negros ficavam expostos em mercados a espera de um comprador.
a)   F , V , V , V
b)   V , V , F , V
c)    F , F , F , V
d)    V , V , V , V

  
QUESTÃO 03 (Descritor: identificar as características dos quilombos)
 Fugir, aliás, sempre foi uma forma de resistência dos cativos africanos, desde  que começaram a chegar na América, em 1502, com Nicolas de Orando, governador de Hispaniola (hoje ilha de São Domingos). Ele veio para o Novo Mundo substituir Cristóvão Colombo e trouxe consigo uns 2500 colonos, de todas as procedências. Não se sabe quantos negros havia, apenas que alguns foram trazidos por seus senhores. Um deles fugiu. Foi, pode-se dizer, o primeiro quilombola.   Marcus J. M. de Carvalho, Revista Nossa História, 07/2004. p.74.
 Considere as opções verdadeiras
I) A vida dos quilombos girava em torno da agricultura, da caça e da pesca.
II) Os quilombos viviam isolados no meio das matas, por isso nunca desenvolveram nem um tipo de comércio.
III) Os quilombolas tiveram como seu principal representante, Zumbi.
IV) Os quilombos se disseminaram por toda a América Portuguesa e o mais conhecido foi  Palmares.
Estão corretas as alternativas.
 a)   Apenas I
b)   II e III
c)    I, III e IV
d)    I e II e III

QUESTÃO 04 (Descritor:  caracterizar a escravidão branca ou contemporânea)                   
A escravidão, onde a liberdade e a vontade são inexistentes, ainda existe no Brasil. Esses casos de escravidão na atualidade são chamados de escravidão branca ou contemporânea.
A respeito da escravidão contemporânea é INCORRETO afirmar:
 a) As autoridades não tem feito nada para combater esse tipo de crime no país.
b) Não existe jornada de trabalho limitada; enquanto for possível se trabalhar, se trabalha.
c)  As condições do alojamento são péssimas desde as instalações até a água, muitas vezes contaminada. 
d) Para que a coerção sobre os trabalhadores seja eficiente, eles são recrutados para prestar o serviço longe do seu local de origem.
  QUESTÃO 05 (Descritor: analisar as medidas adotadas por Portugal, diante da ausência de metais preciosos no Brasil)     Observe a charge abaixo.


NOVAES, Carlos Eduardo & LOBO, César. História do Brasil para principiantes. São Paulo, Ática, 2003. P. 40. 
No contexto imediatamente posterior à sua chegada ao Brasil, os portugueses

a)  Investiram na produção cafeeira, na tentativa de lucrar com a  venda desse produto na Europa.
b) Exploraram o pau brasil, madeira que foi muito  valorizada na Europa.
c) Continuaram a privilegiar o comércio oriental e não fizeram nenhum tipo de comercio com o Brasil.
d) Concentraram seus esforços no tráfico negreiro, pois garantiam lucros para a colônia e a metrópole.
  
 QUESTÃO 06 (Descritor: identificar a mão-de-obra utilizada pelos portuguesas na extração do pau-brasil)
 Leia o trecho abaixo.
Embora muito inferior às mercadorias orientais, o único produto de algum valor comercial que os portugueses sabiam existir no Brasil era uma  espécie vegetal da qual se extraia uma tinta muito empregada na tinturaria. Trata-se do pau-brasil, encontrado em grande parte do litoral brasileiro, sendo o de melhor qualidade localizado em terras do atual estado de Pernambuco.
O tipo de mão-de-obra  utilizada pelos portugueses na extração do pau-brasil foi:

a)         escrava indígena
b)         servos coloniais
c)         escrava africana
d)         imigrantes europeus

 Leia o trecho abaixo e responda a questão 07.
 Quem está ou foi privado de liberdade sabe quanto ela faz falta. É doloroso viver preso em poucos metros quadrados. A liberdade é para o homem o que o céu é para o condor, como diria Castro Alves. Vida e liberdade quase sempre se confundem. (...). Todo mundo  quer ser livre. Por causa da liberdade, quantas discussões nas famílias, nos edifícios, nos colégios e na Sociedade. Até os animais gostam de usufruir de sua “liberdade”.

 QUESTÃO 07 (Descritor: identificar as características dos movimentos pela independência do Brasil.)

A  liberdade foi a inspiração para um movimento insurrecional ocorrido da colônia no ano de 1789 conhecido como:
 a)         Inconfidência Baiana                                                   b)         Guerra dos Emboabas
c)         Revolta de Felipe dos Santos                                      d)         Inconfidência Mineira

QUESTÃO 08 (Descritor: relacionar dados da tabela com a época da produção)





O gráfico acima pode indicar que: Transforme os séculos em dada para encontrar a resposta certa.
a)   a exportação de açúcar, no final do século XVI, diminuiu..
b)   a produção açucareira manteve-se regular durante todo o século XVII.
c)    o declínio das exportações de açúcar começaram depois de meados do século XVII.
d)   em meados do século XVI a exportação de açúcar  foi a maior do Brasil colônia..


 QUESTÃO 09 (Descritor: identificar na tabela dados sobre a produção aurífera em Minas Gerais)
 Ano
Total (Kg)
1700-1710
29400
1711-1720
65000
1721-1729
80500
1730-1739
115670
1740-1749
144795
1750-1759
141880
1760-1769
101290
1770-1779
84485
1780-1789
55975
1790-1799
44545
(Fonte Virgílio Noya Pinto. O ouro brasileiro e o comércio anglo português. SP, Nacional, 1979.)
A tabela ao lado refere-se à produção de ouro na sociedade mineradora do século XVIII. A partir das informações contidas na tabela e da realidade da sociedade mineradora pode-se concluir que:

a)  A produção de ouro manteve-se estável durante todo o século XVIII devido a um processo criterioso de exploração desse minério.
b)  A maior produção de ouro acontece, exatamente, entre 1700 e 1720 devido ao grande fluxo de garimpeiros que se estabelecem na região de Minas.
c)  As décadas de30,  40, 50 e 60 podem ser consideradas as mais produtivas, apresentando um declínio da produção a partir da década de 70.
d) Mesmo no período de maior produção, 1770-1779, o ouro de Minas Gerais não pode ser considerado significativo para Portugal.

 QUESTÃO 10 (Descritor: identificar na música o caráter multirracial do Brasil como um processo histórico que tem origem na colônia) 
(...) Olhe a nossa história. Os nossos ancestrais
O Brasil colonial não era igual a Portugal
A raiz do meu país era multirracial
Tinha Índio, Branco Amarelo, Preto
Nascemos da mistura, então por que preconceito?
Barrigas cresceram. O tempo passou...
Nasceram brasileiros cada um com sua cor
Uns com pele clara outros, mais escura
Mas todos viemos da mesma mistura
Então presta atenção nessa sua babaquice
Pois como eu já disse. Racismo é burrice
Dê a ignorância um ponto final. Faça uma lavagem cerebral.
 (Gabriel, o Pensador, Lavagem Cerebral, 1993)
A letra da música de Gabriel, o pensador faz referência a idéia de um Brasil multirracial. Podemos entender esse termo como:
 a) um fenômeno fruto do processo de miscigenação que tem origem, ainda no período colonial, a partir da   fusão de negros, índios e brancos.
b) um processo de curta duração iniciado no final do século XVIII com as idéias iluministas e o fim do sistema colonial.
c)  a mistura de culturas, com predomínio da visão de mundo dos africanos.
d)  uma mera expressão do racismo, uma vez que o Brasil, historicamente, sempre foi dividido em raças que viviam harmoniosamente


  QUESTÃO 11 (Descritor: identificar e selecionar informações centrais e periféricas em diferentes fontes históricas.)
As imagens de Debret reforçam a idéia de que:
 a) os negros foram vítimas da violência do homem branco durante o período da escravidão, mas muitas vezes eram vitimas dos próprios negros.
b) o Brasil manteve um sistema escravocrata que possibilitava a ascensão do negro à sociedade.
c) o Brasil do período da escravidão não havia desigualdade social.
d) a escravidão é algo que pertence ao passado e não existe nenhuma relação com os dias atuais.


  QUESTÃO 12 (Descritor: associar as representações culturais, os modos de comunicação e as formas de organização do cotidiano (hábitos, valores, idéias) dos diferentes grupos étnicos formadores da sociedade brasileira  à sua identidade pessoal e social e ao seu respectivo processo histórico.)
“Negro drama / entre o sucesso e a lama / Dinheiro, problemas, inveja, luxo, fama / Negro drama / Cabelo crespo e a pele escura / a ferida, a chaga, à procura da cura / Negro drama / Tenta ver e não vê nada / a não ser uma estrela / longe, meio ofuscada / Sente o drama, o preço, a cobrança / no amor, no ódio, a insana vingança / Negro drama / Eu sei quem trama e quem tá comigo / o trauma que eu carrego / pra não ser mais um preto fodido / O drama da cadeia e favela / túmulo, sangue, sirene, choros e velas / Passageiros do Brasil, São Paulo / agonia que sobrevive / em meio à zorra e covardias / Periferias, vielas, cortiços / Você deve estar pensando o que você tem a ver com isso / Desde o início, por ouro e prata / olha quem morre, então veja você quem mata / Recebe o mérito a farda que pratica o mal / Me ver pobre, preso ou morto já é cultural [...] “ (Negro drama, Edy Rock e Mano Brown)
A letra da música acima expressa:

a) a situação de marginalização dos negros no Brasil, herança de um passado escravocrata.
b) a certeza de que a condição do negro no Brasil é fruto de um contexto internacional marcado pelo apartheid.
c) a vida do negro, vítima de preconceito, problema que surge no Brasil na década de 50.
d) a idéia de que o preconceito racial surgiu no Brasil nas favelas do Rio de Janeiro.


 QUESTÃO 13 (Descritor: identificar características da exploração do pau-brasil)
O pau-brasil -  Os portugueses se decepcionaram muito quando chegaram às terras brasileiras e não encontraram as maravilhosas riquezas que eles encontraram nas Índias e que vendiam na Europa com enormes lucros. No Brasil dos primeiros tempos, só encontravam a madeira cor de brasa, denominada pau-brasil, da qual os europeus extraíam tinta para tingir tecidos.

NOVAES Carlos Eduardo, LOBO César - História do Brasil para principiantes –- Editora Ática – São Paulo – p.40





 A charge  se refere a uma das características da exploração do pau-brasil. A característica da exploração do pau-brasil retratada na charge é:
a)       O pau-brasil era monopólio da Coroa Portuguesa.
b)       O comércio do pau-brasil era feito através do escambo.
c)       O governo português cobrava 1/5 do valor do pau-brasil extraído.
d)       As feitorias serviam para armazenar o pau-brasil.

 QUESTÃO 15(Descritor: caracterizar o Brasil após o fim da monarquia)
Ferida de morte desde a Abolição, a Monarquia Constitucional foi definitivamente sepultada a 15 de novembro de 1889. A nova forma de governo surgiu como resultado de cúpula de uma conspiração militar a que o povo assistiu apático e distante sem compreender direito o que se passava. (REY, Marcos. Proclamação da República. 9. ed. São Paulo, Ática. 1999. p . 2.)
O texto se refere a
 a)  a Independência do Brasil.
b)  a Proclamação da República do Brasil.
c)  a Inconfidência Mineira e morte de Tiradentes.
d)  a Descoberta do Brasil e abolição da escravidão.

Um comentário: