Baixe qualquer arquivo do Blog em doc Word

Atividades de outros conteúdos... http://atividadesdiversasclaudia.blogspot.com.br/
Se você não conseguir uma boa visualização envie-me email que ficarei feliz em compartilhar. profclaugeo@yahoo.com.br Abraço.
Escolha o arquivo na barrinha ao lado, clique em slideshare, você vai ser direcionado para outra pagina, logo acima clique em save(um setinha apontando para baixo)Pronto.

sábado, 19 de novembro de 2011

Padrão de Produção e Consumo



Seminário de textos:    PADRÃO DE PRODUÇÃO E CONSUMO - Ordem Ambiental Internacional
Texto 1:
“O planeta tem 11,4 bilhões de hectares de terra e espaço marinho produtivos, ou seja, 1,9 hectares de área per capita para produção de grãos, peixes e crustáceos, carne e derivados. E hoje, no mundo, estão sendo usados em média, 2,3 hectares por habitante.” (Elisabeth Grimberg)
Texto 2:
“A sustentabilidade ou desenvolvimento sustentado é um novo modelo de desenvolvimento em processo de construção que tem o objetivo de continuar o desenvolvimento, mas poupando os recursos naturais para as gerações futuras, surgiu no final do século 20 como resposta ao esgotamento de um modelo que o relatório brasileiro para a Rio-92 descreve como `ecologicamente predatório, socialmente perverso e politicamente injusto.” (André trigueiro)
Texto 3:
O conceito “pegada ecológica” foi proposto apela ONG WWF, “World Wildlife Fund” “Fundo Mundial da Natureza”, para qualificar a pressão populacional sobre o ambiente natural. Pois bem, “há profundas diferenças entre os países quanto à pegada média de um habitante. Na África e Ásia, atinge 1,4 hectares por pessoa. Já a pegada média dos cidadãos da Europa Ocidental atinge cerca de 5 hectares e a dos norte-americanos 9,6 hectares! No Brasil, está em torno de 2,3 hectares”. (Elisabeth Grimberg)
Texto 4:
O mundo vive hoje um padrão de produção e consumo insustentável. O consumo sustentável é uma questão de cidadania. "Hoje nós estamos consumindo no mundo mais de 20% além de sua capacidade de reposição, nós estamos fazendo como uma família que gasta mais que seu orçamento e caminha para falência. O mais grave ainda é que tudo isso acontece num momento em que 1 bilhão de pessoas no mundo passam fome todos os dias. (...) O nosso foco hoje centrado exclusivamente na questão do terrorismo, está impedindo de ver que as ameaças mais graves à sobrevivência da espécie humana estão nos problemas das mudanças climáticas e na questão dos padrões de produção e consumo, além da capacidade de reposição da nossa biosfera". (Whashington Novaes)
Texto 5:
"O atual padrão de produção e consumo é injusto e insustentável. Para satisfazer as necessidades de água, materiais e energia dos mais de 7 bilhões de seres humanos que hoje vivem na Terra, consumimos 40% a mais do que o planeta pode oferecer. Seriam necessárias mais quatro Terras para permitir que todos os indivíduos do mundo consumissem tanto quanto norte-americanos e europeus. Estes fatos colocam a humanidade frente a um grande desafio histórico: criar uma sociedade economicamente próspera, ecologicamente sustentável e socialmente justa sobre um planeta limitado.” (Instituto Akatu)
Texto 6:
LEITURA/DISCUSSÃO DE TRECHO DE ENTREVISTA COM O JORNALISTA E AMBIENTALISTA ANDRÉ TRIGUEIRO E DISCUSSÃO DAS IDEIAS POR ELE APRESENTADAS
Amai-vos: interesses econômicos globais são responsáveis por todo o desmando que existe na área do meio ambiente?
André Trigueiro: os atuais padrões de produção e de consumo respondem pela maior parte dos estragos ao meio ambiente. Esse modelo de desenvolvimento forjado na Revolução Industrial há quase 300 anos e que hoje, nas asas da globalização, dissemina padrões de consumo incompatíveis com a capacidade de suporte do planeta, é o grande vilão ambiental do século 21. Segundo a organização não governamental WWF, a capacidade de o planeta suprir, na nossa sanha de produção e consumo, está defasada em 20%. Exaurimos os recursos naturais não renováveis para alimentar um sistema excludente e concentrador de renda. De acordo com o Banco Mundial, 1,1 bilhão de pessoas vivem com menos de 1 dólar por dia e quase 3 bilhões de pessoas vivem com menos de 2 dólares por dia. A globalização assimétrica, segundo o ex-presidente Fernando Henrique, privatiza os lucros e democratiza a pobreza. Ou se corrige o rumo, buscando o caminho da sustentabilidade, ou agravaremos irresponsavelmente o fosso que separa os poucos que se locupletam, na farra consumista dos que não conseguem metabolizar a quantidade mínima de quilocalorias necessárias à manutenção da saúde e da vida.
ATIVIDADES:
1-     Onde se encontram as raízes da desarmonia que tem resultado na degradação ambiental do planeta Terra: Na natureza? Ou na sociedade humana?
2-     O que significa WWF? Qual a atuação dessa ONG?
3-     Que conclusão pode-se tirar do texto 1?
4-     O que é sustentabilidade e como surgiu?
5-     O que é pegada ecológica?
6-     Que conclusão pode-se tirar sobre as pegadas nos países pobres e nos ricos?
7-     Por que o texto 4 diz que o mundo vive hoje um padrão de produção e consumo insustentável?
8-     De acordo com o texto 4, quais são as ameaças mais graves á sobrevivência humana?
9-     De acordo com o texto 4 a que é dado mais atenção do que à fome, à miséria e à destruição do meio ambiente?
10-   De acordo com os textos, quantas pessoas têm no mundo hoje? Dessas quantas passam fome?
11-  Que observação é feita no texto 5sobre sobre o consumismo dos EUA e Europa? Porque o consumo nesses continentes é maior?
12-   De açodo com o texto 6, o que é o “grande vilão ambiental”?
13-  O que FHC diz sobre a globalização?
14-  De acordo com o texto 6, porque se deve buscar uma sustentabilidade? 

Um comentário:

  1. Esta ativida me ajudou muito, obrigado por postar e contribuir com nosso trabalho!

    ResponderExcluir