terça-feira, 10 de novembro de 2009

Atividade sobre Tópico 17 Fundamentalismos étnicos, religiosos e ambientalistas: o choque entre o multiculturalismo e a intolerância


Tópico 17 Fundamentalismos étnicos, religiosos e ambientalistas: o choque entre o multiculturalismo e a intolerância

Conceitos de etnia, cultura, fundamentalismo e multiculturalismo e alteridade, conflitos contemporâneos.

“As sociedades contemporâneas são heterogêneas, compostas por diferentes grupos humanos, interesses contrapostos, classes e identidades culturais em conflito. Vivemos em sociedades nas quais os diferentes estão quase que permanentemente em contato. Os diferentes são obrigados ao encontro e à convivência. E são assim também as escolas.As idéias multiculturalistas discutem como podemos entender e até resolver os problemas gerados pela heterogeneidade cultural, política, religiosa, étnica, racial, comportamental, econômica, já que teremos que conviver de alguma maneira”.PRAXEDES,Walter. In: A diversidade humana na escola: reconhecimento, multiculturalismo e tolerância. Revista Espaço Acadêmico, n° 42, novembro de 2004.
“O multiculturalismo é a nova cultura do espaço global, uma cultura dinâmica que se refaz com e através dos fluxos globalizantes, modificando e reconstruindo as interações e colocando como desafio a conciliação de uma diversidade de costumes, concepções e valores, sem o perigo de se excluir as formas diferentes de se manifestar (...). Ao rejeitar todo o preconceito ou hierarquia, o multiculturalismo baseia-se no respeito ao ponto de vista, às interpretações e atitudes do Outro, constituindo-se numa fonte de possibilidades de transformação e de criação cultural. Sendo assim, evidencia-nos um entendimento dinâmico de cultura, a qual deixa de ser um conjunto de características rígidas transmitidas de geração em geração, e passa a ser uma elaboração coletiva que se reconstrói a partir de denominadores interculturais “. SIQUEIRA, Holgonsi Soares Gonçalves. In: Multiculturalismo: tolerância ou respeito pelo outro? Jornal A Razão, 26 de junho de 2003.

“A problematização do conceito de cultura de modo a considerá-la uma elaboração coletiva, em transformação constante, em que a cultura dos imigrantes e das minorias são aspectos específicos a ter em conta nas mudanças das sociedades e dos indivíduos. É esta perspectiva de cultura na diversidade que está implícita a um multiculturalismo crítico que vise mudanças culturais, que conceitualize e questione a hegemonia do grupo étnico dominante, que dê lugar á expressão das culturas minoritárias e que, finalmente, promova a igualdade real de oportunidades”. CARDOSO, Carlos Manoel Neves. In: Antropologia e Multiculturalismo. Multicultural n° 5, 1995.
“Fundamentalismo não é uma doutrina (...) Fundamentalismo representa a atitude daquele que confere caráter absoluto ao seu ponto de vista. Sendo assim, imediatamente surge grave conseqüência: quem se sente portador de uma verdade absoluta não pode tolerar outra verdade, e seu destino é a intolerância. E a intolerância gera o desprezo do outro, e o desprezo, a agressividade, e a agressividade, a guerra contra o erro a ser combatido e exterminado. Irrompem conflitos com incontáveis vítimas”. BOFF, Leonardo. In: Fundamentalismo a globalização e o futuro da humanidade, Rio de Janeiro: ed. Sextante, 2002.

ATIVIDADE
 a) Quais são as principais propostas do multiculturalismo?
b) O que as idéias multiculturalistas desejam?
c) Como a cultura é vista de acordo com as idéias multiculturalistas?
d) Como o multiculturalismo vê as minorias?
e) O que é fundamentalismo?
f) Como os fundamentalistas vêem o "outro", aquele que é diferente?
g) Quais são os conflitos fundamentalistas existentes no mundo hoje? Os conflitos podem se referir a questões étnicas, religiosas e ambientalistas.
h) Quais são as atitudes que prevalecem no mundo hoje. As pessoas conseguem respeitar as diferenças?
i) Para você o que poderia ser feito para tentar resolver os conflitos atuais existentes no mundo?

Um comentário:

  1. cadee as respostas?? kkk precisamos da resposta as atividades ja temos.

    ResponderExcluir